8 dicas para se manter a juventude ao chegar a terceira idade
19 de junho de 2018
Seu modo de andar diz muito sobre sua saúde
27 de junho de 2018

 6 cuidados que a sua pele gostaria que você tivesse todos os dias

A rotina agitada faz com que deixemos em segundo plano alguns cuidados essenciais com aquela que é uma das partes mais importantes do nosso corpo: a pele. O órgão, que está sujeito a agressões externas, ao envelhecimento cronológico e a intensas mudanças corporais, precisa de cuidado e carinho para estar sempre saudável.

Engana-se quem pensa que cuidar da pele é algo inacessível e complicado.

Beleza & Saúde

Quer investir numa rotina apropriada de cuidados para manter a beleza e a saúde da sua pele? Veja abaixo itens selecionados especialmente para te ajudar a conquistar seu objetivo:

1 – Hidratação

A água é um dos componentes mais importantes para o funcionamento do nosso organismo. Quando falamos sobre pele, tanto a do corpo como a do rosto, não é diferente. Com o envelhecimento cronológico e a exposição a muitas agressões externas, como o sol e a poluição, é natural que a pele perca hidratação e vitalidade, desenvolvendo problemas como manchas, rugas de expressão, asperezas e outros.

Por isso, devolver hidratação à pele é um passo fundamental para recuperar sua beleza, já que a hidratação é um cuidado diário importantíssimo da infância à maturidade.

A hidratação regular traz muitos benefícios para a beleza. Por meio desse cuidado, é possível proteger a pele contra os danos dos radicais livres e outros agentes oxidativos da poluição, afastar o risco do envelhecimento precoce, melhorar a firmeza e, de quebra, garantir uma pele ainda mais iluminada e saudável, com pigmentação regular e suavidade na medida certa.

2 – Desacelerando o tempo

A partir dos 20 anos, os primeiros sinais do envelhecimento precoce podem começar a surgir na pele, principalmente ao redor da boca e dos olhos. Hábitos pouco saudáveis, como o abuso de álcool e o tabagismo, podem piorar esse cenário, mas a principal causa é o envelhecimento cronológico, sobre o qual não temos nenhum controle. A boa notícia é que dá para minimizar os sinais e conquistar uma pele madura e natural sem muito esforço.

Com o passar dos anos, a pele perde a capacidade de reter água sobre a superfície e nas camadas mais profundas, o que afeta a produção das fibras de colágeno e elastina. Com isso, há a diminuição da renovação celular, resultando em uma pele sem viço, firmeza e luminosidade, com o surgimento de rugas e linhas finas. As vitaminas A e E ajudam a minimizar esse processo, melhorando a elasticidade, a textura e a flexibilidade da pele, com maior renovação celular.

Mas atenção: os benefícios são potencializados se você adotar uma rotina regular de cuidados com a pele, para que a recuperação seja gradual e eficaz.

3 – Elasticidade em dia

Você já parou para pensar na incrível capacidade que a pele possui de se adaptar a tantas mudanças que acontecem com o nosso corpo? Se precisar, ela estica. Se perder uns quilinhos, ela volta a encolher. É claro que, no meio desse processo, sobram algumas marcas, como no caso das estrias. Elas podem ocorrer durante a adolescência, quando o crescimento é muito acelerado, e também em momentos em que corpo muda de tamanho rapidamente, após perder ou ganhar peso, como no caso das gestantes, que temem o aparecimento das estrias na região da barriga. O melhor jeito de enfrentar essas mudanças é garantindo ainda mais elasticidade à pele, com muita hidratação.

 Além das vitaminas, os extratos de óleos naturais ajudam a amenizar a aparência dessas marcas. O óleo de calêndula é o grande responsável por esse cuidado, pois tem efeitos regenerativos e consegue tratar a pele sensível, reduzindo a inflamação.

4 -De olho em manchas e sinais

O sol é fundamental para a absorção de vitamina D pelo nosso corpo. Por isso, passar alguns minutinhos sob a luz dourada, todos os dias, faz bem para a saúde. O problema é que, em longo prazo e sem proteção, o sol pode causar graves danos à pele, principalmente na maturidade. A partir dos 30 anos, as células que dão cor à pele, chamadas de melanócitos, começam a diminuir. Com isso, as células que sobram podem ficar mais pigmentadas, causando manchas e tons irregulares.

Quanto mais cedo você começar a cuidar de manchas e outros sinais de fotoenvelhecimento, melhores serão os resultados. A vitamina A, que traz renovação, e os óleos de calêndula, lavanda, alecrim e camomila, que contam com propriedades anti-inflamatórias e calmantes, são importantes para prevenir o fotoenvelhecimento.

5 – Higienização adequada

Pele saudável é sinônimo de pele limpa e fresquinha. Por isso, é fundamental caprichar na rotina de higienização da pele, lembrando que rosto e corpo necessitam de cuidados bem diferentes na hora da lavagem. No corpo, por exemplo, vale considerar sabonetes mais hidratantes, em barra ou na versão líquida. Se tiver a pele mais sensível, é preciso redobrar o cuidado e buscar produtos hipoalergênicos.

No rosto, também vale a mesma reflexão. Que tipo de pele é a sua e de que cuidados ela necessita, especificamente? Com essas informações em mãos, é possível escolher o sabonete mais adequado para você. Quem tem a pele mais oleosa, por exemplo, deve optar por cosméticos com substâncias adstringentes ou secantes; as mistas, por sua vez, devem procurar um sabonete neutro que possa hidratar e tonificar a pele, sem remover toda a oleosidade; as secas, por fim, devem preferir sabonetes nutritivos e hidratantes.

6 – Protetor solar

Além da luz visível, os raios solares carregam uma ameaça invisível para a pele. São os raios ultravioleta, UVA E UVB, que podem causar danos profundos à pele. Além da possibilidade de queimaduras, os raios ultravioleta estão associadas ao desenvolvimento de manchas, linhas de expressão, rugas e outros sinais de fotoenvelhecimento. Por isso, é fundamental complementar qualquer tratamento de pele com a proteção solar diária, principalmente nas regiões do rosto, pescoço, braços e mãos, que estão mais expostos à radiação solar.

É preciso levar em consideração o seu tipo de pele na hora de escolher o protetor solar ideal. Produtos com textura em creme, mais comuns, são indicados para peles normais ou mais secas. Peles oleosas, por outro lado, necessitam de versões como gel, gel-creme, loção ou spray, que são menos densas e não obstruem os poros. Lembre-se que o FPS do protetor solar deve ser no mínimo de 30 para proteger contra os raios ultravioleta.

Lembre-se que a pele é o maior órgão do nosso corpo e merece esses cuidados no dia a dia.

 

Deixe uma resposta

O seu endereço de e-mail não será publicado. Campos obrigatórios são marcados com *

Incrições Workshop um caminho para Meditação



×